ícone do tempo
Campo Grande 31.75 °C

Thiago Brennand chega a SP neste sábado (29) e vai para carceragem da Polícia Federal

Empresário será extraditado dos Emirados Árabes; após procedimentos na PF, ele deve levado ao CDP 1 de Pinheiros

Thiago Brennand se pronuncia sobre acusações em vídeos publicados no YouTube
Thiago Brennand fala sobre acusações em vídeos publicados no YouTube – YouTube/Reprodução

CAMILA MATOSO

ROGÉRIO PAGNAN

ISABELA MENON

FOLHA DE S.PAULO

BRASÍLIA e SÃO PAULO – O empresário Thiago Brennand, 43, desembarca em São Paulo às 17h deste sábado (29) no Aeroporto de Guarulhos (Grande SP), concluindo assim o processo de extradição dos Emirados Árabes.

Ele viajou em setembro do ano passado ao país árabe poucas horas antes de ser denunciado pelo Ministério Público de São Paulo. Brennand tem cinco prisões preventivas decretadas e responde a oito denúncias por crimes sexuais, como estupro, e agressões. Ele nega as acusações.

Após desembarcar, Brennand será encaminhado para a Polícia Federal, na Lapa, onde passará por exames no IML (Instituto Médico Legal). Para o domingo (30) está prevista a audiência de custódia do empresário e, assim que concluída, ele deve ser encaminhado para o CDP 1 (Centro de Detenção Provisória) de Pinheiros, na zona oeste.

O governo de São Paulo está abrindo uma exceção ao encaminhar Brennand no centro de detenção durante o fim de semana. Em tese, o preso normalmente entra no sistema penitenciário durante a semana, uma vez que visitas acontecem aos finais de semana.

Uma equipe da Polícia Federal embarcou na madrugada desta quinta (27) para os Emirados Árabes para concluir a extradição do empresário. Quatro funcionários participam da operação, sendo um deles lutador de jiu-jítsu.

Como mostrou uma reportagem da Folha, Brennand deve ser levado para o CDP 1 de Pinheiros porque a unidade é destinada a presos suspeitos de crimes sexuais. A medida reduz os riscos de o detido ser agredido pela massa carcerária, uma vez que o crime de estupro é repudiado também entre os presos. A escolha, contudo, pode ser alterada caso o governo considere que há riscos.

Nos primeiros dias, Brennand deve ficar em isolamento, prática adotada com todos aqueles que ingressam no sistema penitenciário paulista. A expectativa é que o isolamento dure cerca de dez dias, e então ele será colocado no convívio com outros presos.

Também como medida de segurança, o governo paulista deve colocar Brennand em uma cela com poucos presos —dois ou três, no máximo—, para reduzir chances de eventuais agressões, ainda que o empresário tenha treinamento em artes marciais.

Com capacidade para 521 presos, o CDP 1 de Pinheiros tem atualmente 729 detidos, segundo dados divulgados pela Secretaria da Administração Penitenciária

De acordo com integrantes da cúpula do governo paulista, em caso de eventual condenação, Brennand pode ser transferido para uma penitenciária de Tremembé, no interior do estado, onde ficam presos chamados “midiáticos”.

Compartilhe
Notícias Relacionadas
Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

    Sites Profissionais
    Informe seus dados de login para acessar sua conta